O que há de novo?
Loading...

Cabelos porosos com pontas duplas pode usar Botox Capilar

Eu recebi uma pergunta sobre Botox Capilar e decidi repassar.
Quem sabe você também tem essa mesma dúvida?

Existem 2 tipos de botox capilar:
O que faz o procedimento tipo escova progressiva para alisar os cachos e alinhar os fios e o botox que é uma máscara capilar de hidratação mais potente que somente hidrata os fios e não alisa.

Caso você for usar o botox para alisar os fios, não é necessário cortar os cabelos para fazer o procedimento, porém é importante saber se seu cabelo está forte para aguentar o uso do produto, escova e chapinha. Normalmente por usar a chapinha o botox vai dar a impressão que hidratou os fios, porém é só uma maquiagem para os cabelos, eu te aconselho a hidratar bem os fios para depois usar o botox.

Ou se você preferir usar o botox antes, é importante tratar muito bem dos seus cabelos com muita hidratação porque quando o efeito do alisamento passar que deve durar 1 a 3 meses os fios vão voltar a ficar secos, então hidratações semanais nele.

Leia essas dicas talvez possa te ajudar:
Quando o cabelo está poroso provavelmente são cutículas abertas e falta de aminoácidos, você pode fazer uma hidratação com máscara capilar de sua preferência com uma tampinha de bepantol, o bepantol vai ajudar a devolver a água perdida dos fios e vai hidratar bastante o seu cabelo. Depois da hidratação, enxágue bem os fios e para fechar as cutículas do cabelo você pode fazer uma mistura de condicionador, água e vinagre de maçã.

Quantidade pode ser:
- 3 colheres (sopa) de condicionador
- 300 ml de água
- 1 colher (sopa) de vinagre de maçã,

Passe nos cabelos e deixe agir por 5 minutos e enxágue bem, depois use somente o condicionador e finalize como de costume.
Seu cabelo vai ficar sedoso por mais tempo.
O vinagre de maçã você pode está usando 1 vez ao mês ou quando o cabelo estiver muito ressecado.
O bepantol deve ser aquele Bepantol derma solução, o líquido.

Já as pontas duplas o melhor é cortá-las nem que seja 1 cm, quando as pontas duplas estão abertas qualquer tipo de hidratação que você fizer os fios não vai segurá-la por causa das pontas danificadas, como diz: a hidratação vai para o ralo abaixo.
O cabelo para se manter saudável é preciso cortar as pontas de 3 a 3 meses ou no máximo em 6 meses.
Qualquer dúvida é só perguntar.


Prováveis motivos da queda de cabelo

Neste post, eu vou abordar um assunto sobre prováveis motivos da queda capilar.
Nós sabemos que tudo em nosso corpo está relacionado e com o cabelo não seria diferente. Existem vários fatores que podem desencadear a queda dos fios e para o problema não se agravar é importante diagnosticá-los antes que seja tarde para reverter. O bulbo capilar tem tempo de vida. Muitas pessoas se enganam em pensar que depois de uma queda poderá recuperar aqueles fios perdidos, entretanto não é sempre que isso acontece vai depender exclusivamente de um bulbo capilar saudável. Um bulbo capilar pode produzir até 270 vezes fios novos, porém se ele tiver uma deficiência essa produção pode diminuir gradativamente e em alguns casos somente um implante para solucionar o problema.

Quando a queda capilar já está instalada não adianta estressar. O recomendado é procurar por um especialista, pois ele vai fazer vários exames para saber ao certo qual é o motivo para ir descartando as possibilidades. O nervosismo nessa hora tende a atrapalhar, pois 25% da queda capilar estão relacionados com o sistema nervoso (estresse). Por isso, a calma nessa hora é fundamental, mesmo que ver os fios no ralo do banheiro ou pela casa seja desesperador, contudo existem outros fatores como a má alimentação e uso errado de químicas.
Você já pensou o que realmente está causando esse problema?

Confira abaixo dicas para reverter essa situação:
Ansiedade e estresse!

Duas palavras que andam juntas e estão associadas à perda de fios, se esse for o caso o recomendado é se acalmar, difícil te pedir isso!? Mas é essencial, controle a ansiedade. Nem tudo é possível resolver de imediato e se estressar não vai resolvê-lo e o nervosismo pode agravar o grau da queda, então aprenda a se desligar dos problemas. No caso de depressão o mais indicado é a procura de um especialista.

Alimentação.
Na correria do dia a dia a alimentação fica cada vez menos rica em proteínas, vitaminas e minerais. Para um bulbo capilar saudável é importante que mandem as vitaminas essenciais para o seu desenvolvimento. O problema está na absorção das vitaminas, pois os fios e unhas são os últimos a recebê-las. Por isso, é fundamental uma boa alimentação, então evite frituras, açúcares, embutidos, enlatados e bebidas alcoólicas. A alimentação pobre em vitaminas só tende a piorar a situação. O indicado é alimentos ricos em proteínas, vitaminas A, B, C e E, então inclua as castanhas, nozes, ovos frangos, carnes magras e também as hortaliças e leguminosas e não se esqueça de hidratar bem o corpo bebendo bastante água.

Químicas
(tratamento para mudar a estrutura capilar)
Um cuidados a se tomar!
Coloque isso em sua mente, não é porque uma pessoa deu certo com uma química que você também dará. Cada cabelo tem uma estrutura, existem cabelos fortes e grossos que suportam qualquer batalha e tem os cabelos finos e frágeis que não suportam nem o uso de shampoo com sulfato que a fibra capilar fica destruída, então se sua amiga usa uma química e o cabelo continua maravilhoso e saudável isso não quer dizer que o seu também vai aguentar o mesmo procedimento. No caso de queda capilar por uso de química, normalmente é o couro cabeludo culpado. O recomendado é nunca encostar a química no couro cabeludo para proteger a raiz, se a raiz for danificada é queda na certa. Por isso, é importante que o couro cabeludo esteja sujo por aproximadamente 2 dias para que a oleosidade natural proteja-o dos danos causados pela transformação. Não são somente as químicas que podem trazer problemas com queda capilar, mas também a má higienização do couro cabeludo. Um couro cabeludo muito oleoso, resíduo de produtos capilares, caspa e seborreia, tudo aquilo que pode obstruir os folículos pilosos podem levar ao enfraquecimento do bulbo capilar e consequentemente a queda dos fios, então observe a forma que você cuida dessa área.

Essas dicas se forem seguidas a risca com certeza seu cabelo voltará a crescer novamente e mais forte, antes que seja tarde demais. Cuide-se!

Dicas importantes para quem tem cabelos alisados, cacheados e crespos

A pauta de hoje é sobre cabelos alisados versus cabelos naturais. A meu ver não adianta nada a sociedade impor um padrão de beleza e querer que todos a sigam se aquele visual não o agradar. A frustração em seguir certos tipos de padrões pode deixar marcas complicadas de apagá-las. Não adianta dizer a pessoa para ela se afirmar e aprender a se aceitar, pois sempre vão existir aqueles que optam por outros estilos. A sua escolha deve ser aquela que faz bem para sua autoestima, então nada de apontar o dedo e dizer que natural é o certo ou o alisado é melhor. Nada disso! O melhor é aquele que você se olhe no espelho e diz: Eu estou linda. Eu me amo assim!
Vamos às dicas:

A primeira dica é para todos os tipos de cabelos, sejam eles naturais, alisados, ondulados, cacheados e crespos. As hidratações são fundamentais para mantê-los fortes, bonitos e saudáveis. Os fios precisam constantemente repor água, vitaminas, nutrientes e aminoácidos, são esses componentes que fazem a diferença. Os nutrientes vão se perdendo ao longo do dia principalmente se as cutículas dos fios estiverem abertas. Por isso, é fundamental para a saúde dos seus cabelos manterem as cutículas bem seladas, além de segurar os nutrientes por mais tempo, eles terão mais brilho e balanço.

Quem tem os cabelos secos, ressecados, crespos e alisados precisam de mais dedicações e entender o que eles mais necessitam. Hoje em dia é difícil uma mulher não saber o que é cronograma capilar, contudo é você que deve diagnosticar o que realmente seu cabelo precisa se é hidratação, nutrição, reconstrução ou umectação. Essas etapas são essenciais para torná-los bonitos e saudáveis, também tem técnicas diferentes como No-poo, Low-poo e Co-wash, entre outras. Você precisa fazer testes com suas madeixas pra saber a melhor técnica usar.

Como cuidar dos cabelos crespos:
Normalmente estes tipos são mais frágeis, quebram com facilidade e tem pouca elasticidade. Esses fios necessitam de hidratações e proteções mais intensas. Os cuidados devem ser redobrados e precisam ser bem rigorosos na hora das hidratações. A etapa de lavá-los é mais “perigosa”, então para quem abandonou o uso de shampoo com sulfato pula essa etapa.

O ingrediente existente no shampoo pode aumentar o ressecamento, porém ele ajuda a fazer uma boa higienização do couro cabeludo. Tudo tem solução, existem algumas dicas que pode amenizar esse efeito. Para quem não aderiu a técnica e ainda usa shampoo com sulfato deve estar ciente de usar somente no couro cabeludo com massagens circulares com as pontas dos dedos para higienizar bem a área, a espuma que escorre pelos fios já será o suficiente para limpeza, não deve esfregar as mãos sobre o comprimento e sim deslizá-las para não agredir a fibra capilar, você também pode optar em diluir o shampoo com pouco de água para amenizar o efeito do sulfato nos fios (essa é a minha técnica).

Coloque em uma cumbuca a quantidade de shampoo que você normalmente usa, acrescente água e misture para diluir, despeja o conteúdo no topo da cabeça e lava como citado acima, você vai notar a diferença. O shampoo precisa ter pH baixo e nunca se esqueça de usar condicionador no comprimento e pontas, ele ajuda a selar as cutículas e manter os fios hidratados por mais tempo.
O uso de creme leave-in e texturização são fundamentais para os cachos conseguir formas e ter mais maleabilidade, evita os frizz e ressecamentos, porém não exagera na dose para o cabelo não pesar. O excesso de creme no couro cabeludo pode acarretar caspas e queda, então faça sempre a higienização do couro cabeludo e mantém a raiz livres de resíduos.

Como cuidar dos cabelos cacheados:
Os cabelos cacheados não precisam ser lavados diariamente, pode ser dias alternados, assim evita que eles fiquem ressecados. A técnica pode ser a mesma citada acima com os cabelos crespos. Os shampoos hidratantes são os mais indicados. As hidratações precisam ser intensificadas para mantê-los macios e brilhantes, duas vezes na semana já será o suficiente. E para ressaltar a beleza dos cachos, pode optar em secá-los com secador com difusor, lava os cabelos normalmente e ao finalizá-los use um ativador de cachos com proteção térmica, pode ser em creme ou em mousse e seque-os de baixo para cima, essa técnica deixará os cachos com efeito natural.

Como cuidar dos cabelos alisados:
Esse tipo de cabelo precisa de tratamentos especiais. Não é aconselhável lavá-los diariamente, além de serem mais frágeis, os cabelos são danificados pelas químicas mais fortes, a lavagem dos fios podem eliminar a oleosidade natural tornando-os mais ressecados. Os shampoos devem ser específicos para cabelos quimicamente tratados e podem usar como citado acima, ao lavar os cabelos nunca se esqueça de usar condicionador no comprimento e pontas. É importante fazer o uso do cronograma capilar, pois essas máscaras capilares ajudam a manter a hidratação dos fios. A cauterização é essencial, pois irá repor os nutrientes perdidos por causa das químicas e deixar as cutículas bem seladas. Use protetor térmico ao fazer escova e chapinha, reparador de pontas com filtro solar para evitar a desidratação ao se expor ao sol.


As informações fornecidas no Mais Saúde e Beleza Online são para simples referência. O seu conteúdo não deve ser utilizado para autotratamento e automedicação. Sempre procurar um médico, pois somente ele poderá indicar o melhor para a sua saúde e nada substitui a palavra de um especialista.
Copyright © 2017 Todos os direitos reservados pertence a Luh Fernandez. Tecnologia do Blogger.